sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Fechado para Balanço!

Todas as coisas nesse mundo tem um ciclo... Um começo, meio e fim, isso é inevitável.
Sem muitas delongas, aqui escrevo o que talvez (eu escrevi talvez) seja o ultimo texto pra esse tão amado blog.
Preciso acertar muitas coisas da vida fora da internet.
Isso não é um adeus, mas também não é um até logo... 
Escrevi muito aqui, critiquei muita coisa, mas quem afinal de contas sou eu para criticar algo?
Quem sou eu para julgar que isso está certo e aquilo está errado?
Pois é, essa é a maior incógnita, quem realmente sou eu?
Será mesmo que sou esse cara engajado politicamente? Que nada! É tão fácil ser engajado politicamente na frente de um computador... Tudo teoria e nada de prática. (Esse é o problema, porra! ).
Será que realmente sou esse cara contra as religiões? Sim, isso sim... Não gosto de religião nenhuma. Não gosto de Padres porque são pedófilos, não gosto de pastores porque são ladrões, não gosto de Hare Krishnas porque são muito calmos e isso me irrita e não gosto de judeus porque eu tenho o direito de não gostar de judeus.
Me chame de anti-sionista, de nazista ( haha ), não me importo com o que você pensa sobre a minha pessoa e nada vai mudar isso. Talvez esse seja o verdadeiro eu, um cara que não liga a minima pra politica, pra religião (seja ela qual for) e pra nenhum ser humano além de mim mesmo, assim mesmo, frio e sem sentimentos também.
Vale ressaltar algo... Com tanta coisa que aconteceu na minha vida, chego a conclusão de que ser frio e sem sentimentos por nada nem ninguém é a melhor saída nesse mundo onde vivemos.
Bom, vamos aos fatos.
Se eu não me importo com mais nada ( hoje em dia nem com a minha saúde me importo mais) qual é o sentido d'eu continuar vivo?
Pera aí! Não pense você, senhor espertinho que eu vou me matar, sim, eu sei que você pensou isso. Não sou idiota a esse ponto, bom pelo menos não hoje...
Voltando aos fatos... 
Como disse acima, se não me importo mais com nada nem ninguém, por que continuo vivo?
Realmente eu não sei, por isso pretendo continuar vivo, pra saber qual é o real propósito da vida.
Segundo os ateus, o proposito da vida, nada mais é que a sobrevivência (sobrevivência não é a palavra certa, mas foda-se)  da espécie humana. No meu ponto de vista, isso é muito pouco.
Segundo os cristãos, devemos seguir as 10 regras do homenzinho invisível ("deus" "bem") lá de cima, só assim iremos entrar no "paraíso", e se nós, a sua criação em imagem e semelhança não respeitarmos essas regras iremos sofrer eternamente num lugar todo em chamas e nesse lugar vai ter um carinha cabeludo,  vestindo uma camiseta do Iron Maiden, com chifres e um tridente para nos atormentar pela eternidade ("diabo" "mau").
Porra!! Bem e Mau pra mim também é muito pouco. O nosso universo é infinito e está em constante expansão e resumir tudo isso em "bem" e "mau"? Vai toma no cu!
Não vou escrever aqui sobre o que eu acredito, porque essa merda de texto tá grande de mais.
Só tem mais uma coisa que ainda não consegui "desvendar"... Quem sou eu de verdade? Acho que esse é um dos grandes baratos da vida, sabe amigo. São essas questões que movimentam as nossas vidas!  O quão sem graça seria o mundo sem essas perguntas, é difícil até de imaginar.... 
E você caro amigo? Tens certeza de quem é você de verdade?
Pense!

Um comentário:

  1. Caramba! Olha! Meu velho amigo, tu falou de tanta coisa. Bom, crer ou não crer é um questão pessoal,então não falo disso. Bem e mal está dentro de nós, acho. O Universo é grande pra caralho essa porra. Agora quem tu és, eu também não sei. Mas sugiro que vá atrás se descubrir, perfeito, se não descubrir, pelo menos descobriu o mundo!

    ResponderExcluir